O seu Dia a Dia
Saber Poupar

Acampar ajuda a poupar?

Publicado em 26-09-2017

O maior período de férias deste ano está concluído, para a maioria dos portugueses, mas o sol de outono ainda é um bom mote para uma escapada ao ar livre. Se o orçamento para lazer já não deixa grande margem para aventuras, pode considerar alternativas em conta e que nem por isso deixam de poder proporcionar uns dias bem passados. Acampar está entre as opções a considerar.

Por todo o país existem parques de campismo que se mantêm abertos todo o ano e que podem ser a desculpa perfeita para aproveitar os primeiros raios de sol do outono. São uma opção acessível para passar um fim de semana fora ou mais alguns dias, para quem não tem problemas em gerir a logística associada, entenda-se, tenda, sacos-cama, etc.

Os preços variam bastante de acordo com a zona do país e a altura do ano, mas também consoante as condições do local. Contudo, por 10€ diários é possível acomodar duas pessoas e uma tenda pequena, num parque de campismo razoável.

Se não está familiarizado com este tipo de opção, deve saber que cada campista paga um valor diário por estadia, a que se junta o valor da tenda, que varia em função das dimensões. A estes pode ou não acrescer o valor do carro ou mota. A maioria dos parques permite escolher entre levar uma viatura para junto da tenda ou deixá-la num parque nas imediações.

A primeira opção tem custos, embora tenha a vantagem de permitir deixar alguma bagagem no automóvel e assim mantê-la sempre à mão. Há depois custos extra para serviços adicionais e opcionais, como eletricidade ou outros.

As condições de acesso dos campistas às infraestruturas do parque, como piscina, campo de ténis ou salões de jogos, são definidas por cada unidade e podem ou não ter custos adicionais.

Antes de se fazer ao caminho vale a pena fazer uma pesquisa na Internet. Existem vários sites com diretórios de parques de campismo, informação sobre serviços básicos disponíveis e classificação do local. Tal como nos hotéis, também os parques de campismo são classificados com um sistema de estrelas, que são uma forma rápida de perceber o que vai encontrar.

Para quem gosta da proximidade com a natureza que uns dias no campismo podem proporcionar, mas dispensa andar com a casa às costas, pode juntar o melhor dos dois mundos e fazer glamping. O conceito traduz a ideia de acampar com glamour e já é explorado em vários pontos do país. Os preços não são os mais indicados para quem quer poupar (entre 50 e 150€ por noite para duas pessoas), mas pode valer pela experiência.