Bem-vindo ao MyPopular!

Fique a par de várias dicas que o podem ajudar no dia-a-dia.

Projectar o Futuro

Acidentes de trabalho: prevenir em vez de remediar

Publicado em 27-04-2017

Portugal definiu uma estratégia nacional de combate aos sinistros em ambiente de trabalho que tem como objetivo baixar o número de acidentes em 30% até 2020, mas os dados oficiais não são animadores. Em 2016 registaram-se em Portugal 141 sinistros com vítimas mortais, menos uma apenas que no ano anterior, altura em que foi apresentada a estratégia e o compromisso de fazer descer o número de mortes com os vários parceiros sociais.

O sector da construção, seguido do da indústria transformadora são aqueles que registam maior número de acidentes graves e com vítimas mortais, mas em qualquer área de atividade os riscos existem e as medidas para os evitar ou prevenir também.

São várias as profissões onde o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs), como óculos, tampões para os ouvidos, luvas ou calçado, é obrigatório. As empresas têm de fornecê-los e os trabalhadores têm de usá-los sempre, sem exceções, pois são uma espécie de primeira linha de proteção a um conjunto de riscos.

Estar ciente das regras de segurança e dos riscos associados ao manuseamento de equipamentos e máquinas usadas no desempenho de determinada função, ou inerentes aos locais onde o trabalho é realizado é igualmente fundamental para não potenciar acidentes. Qualquer que seja a profissão em causa aplicam-se outros princípios básicos, mas valiosos, como manter a concentração no trabalho que se está a fazer; estar alerta para sinais de cansaço ou indisposição que possam pôr em risco a capacidade de discernimento, ou evitar a exposição a riscos desnecessários. Por exemplo, quebrar regras de segurança só para fazer algo mais depressa ou de forma menos trabalhosa pode sair caro.

Manter o local de trabalho limpo e organizado é outro bom princípio para evitar acidentes, tal como relatar a quem a possa resolver qualquer situação de risco iminente detetada no local de trabalho, para que não se transforme numa causa de acidente.

Finalmente, e porque mesmo com todos os cuidados há sempre algo que pode correr mal, tenha presente um conjunto de informações que serão preciosas em caso de acidente. Onde estão guardados os materiais de primeiros socorros, onde estão as saídas de emergência do edifício e os extintores. Assim estará mais preparado para reagir numa situação imprevista.