O seu Dia a Dia
Simplificar o seu Dia

Apps que controlam a nossa dieta

Publicado em 11-10-2017

Manter a forma e ter cuidado com a alimentação deixou de ser uma preocupação exclusiva da primavera e dos períodos pré-idas à praia. Hoje uma fatia cada vez maior da população está atenta ao tema e procura ferramentas para se manter na linha e não cair em tentações que, além do peso, possam prejudicar a saúde.

O telemóvel pode ser um aliado de peso neste objetivo. As aplicações disponibilizadas a partir da loja pré-instalada em qualquer smartphone têm propostas para todos os gostos e necessidades e os domínios da alimentação saudável, fitness e dietas não são exceção.

Existem, por exemplo, várias opções (com versões para iOS e Android) que ajudam a registar diariamente o peso e a gordura corporal e que são úteis para acompanhar a evolução de uma dieta ou monitorizar os resultados práticos de um plano de treino, ao estilo diário de bordo, tenha-se como objetivo a perda ou o ganho de peso. MyFitnessPal ou Peso QuickLog.me são duas opções populares com estas caraterísticas. Os dados que registam são depois apresentados em gráficos, que facilitam a leitura da informação e permitem rapidamente ter uma ideia de evolução.

Outras opções dão uma mãozinha na hora de escolher os alimentos e informam o utilizador sobre as calorias e outras informações nutricionais relevantes relativas a cada alimento. Há aplicações que permitem fazer estes cálculos porque consultam uma base de dados própria de alimentos, como a Tecnonutri, que anuncia uma lista com mais de dois mil alimentos. Outras (como a Fooducate) permitem a leitura de códigos de barras dos alimentos e descodificam a informação que aí se resume, para que o utilizador perceba realmente o que vai comprar/comer.

Quem consegue disciplinar-se com a comida, mas tem dificuldade em beber diariamente a quantidade certa de água para manter a dieta equilibrada, também pode recorrer à ajuda de uma app para se disciplinar. Existem várias que permitem definir alarmes para comer e beber na altura certa, a Hydro é uma das opções para quem está especialmente preocupado com a água.

Para quem pretenda ir mais longe existem até apps que definem planos personalizados de alimentação com base no ADN de cada pessoa, como a Lose It, que lançou a possibilidade recentemente, na sequência de uma parceria com uma empresa da área. Para tirar partido do serviço é preciso comprar um kit de ADN (200€), recolher uma amostra de saliva, enviar e esperar que os resultados estejam prontos para começar uma dieta adaptada à informação recolhida por via desses registos.

Já para quem acha que manter um plano de exercícios ativo ainda é o melhor caminho para estar em forma, ou quer complementar uma dieta com exercício, mas não tem tempo de ir ao ginásio, deve saber que a oferta de aplicações candidatas a substituir um treinador pessoal de carne e osso é grande. Permitem várias combinações, até definir um plano de treino personalizado para um determinado período de tempo e registam toda a informação. As opções deste género são diversas e algumas são mesmo muito completas, mas normalmente é preciso comprar a versão paga da app para ter acesso a todos os recursos. Alguns exemplos são a Nike+, Runtastic ou Desafio Fitness de 30 dias, mas existem outros.