O seu Dia a Dia
Saber Poupar

Como criar uma poupança para os netos

Publicado em 19-09-2017

A gestão financeira é um tema de adultos, mas que não deve passar totalmente ao lado dos mais novos. Estudos revelam que crianças mais informadas transformam-se em adultos mais preparados para gerir o seu dinheiro e mais responsáveis. Tendo os avós um papel determinante na educação dos netos e por vezes mais alguma margem para os auxiliar a preparar o futuro, uma forma de aliar a intenção de ajudar a um ensinamento que pode ser tão útil no futuro como ter disponibilidade financeira para um novo projeto é abrir uma conta-poupança.    

No mercado existem diferentes produtos, com características também distintas, entre depósitos que funcionam com uma entrega única de dinheiro e depósitos que vão aceitando reforços periódicos, em data a definir. Em qualquer dos casos, exigem um valor mínimo de abertura.

Tal como qualquer outro depósito a prazo, estes produtos estão definidos para um horizonte temporal que pode ser único ou variável e que determina o prazo durante o qual o titular da conta não deve movimentar o dinheiro, sob pena de perder os juros a que tem direito. Por exemplo, existem depósitos com um prazo fixo de 90 dias, 180 dias, três anos e um mês, e outros. Assim como existem produtos com prazos que variam entre 1 e 365 dias, entre 183 e 366 dias, etc.

Outro aspeto a avaliar, antes de tomar uma decisão, é a taxa de juro oferecida pela instituição bancária, que vai determinar quanto renderá o dinheiro depositado no fim do prazo definido para o depósito. A Taxa Anual Nominal Bruta é o indicador de referência, mas ao valor aí apresentado ainda é preciso descontar o peso dos impostos para apurar o rendimento líquido do depósito. 

No momento da abertura da conta-poupança, devem ser fornecidos dados (cartão de cidadão, contribuinte e morada) do beneficiário da conta e de quem o representa, sendo que os detalhes do produto financeiro escolhido estarão resumidos na Ficha de Informação Normalizada que o banco deve fornecer ao cliente antes da assinatura de um novo contrato.      

Poupança feita, aproveite para explicar ao(s) neto(s) os propósitos da conta, como funciona e porque é importante poupar. Nos próximos anos, terá de decidir se a movimentação da conta pelo beneficiário só deve acontecer depois dos 18 anos, ou se pode ser feita antes disso. À data da movimentação podem ainda ser definidos critérios, que vão determinar se o valor acumulado pode ser levantado na totalidade de uma só vez ou se terá de obedecer a um plano de resgate determinado, que defina valores máximos de levantamento durante um período de tempo.