O seu Dia a Dia
Ser Feliz

Enoturismo está a crescer em Portugal

Publicado em 20-09-2017

Os vinhos portugueses são cada vez mais apreciados em todo o mundo, e dentro de portas a realidade é idêntica. Não é só o consumo do produto final que cresce, mas também o interesse em saber mais sobre todo o processo que se esconde por trás de cada garrafa vendida no supermercado, ou numa garrafeira.

A aposta das casas que se dedicam a esta atividade também é cada vez maior. Das margens do Douro ao interior do Alentejo, são cada vez mais as quintas que abrem portas a quem quer saber mais sobre a produção do vinho nacional, provar os seus sabores e envolver-se na produção.

Muitas têm espaços de alojamento, outras apostam num conjunto de atividades que permitem partilhar saberes com o visitante, desde visitas à adega ou às caves, com direito a explicação de todo o processo de transformação das uvas em vinho, às provas que permitem experimentar os sabores e treinar o palato para as diferentes sensações que estes podem transmitir.

Na altura da vindima, muitos destes espaços proporcionam experiências ainda mais realistas, dando aos visitantes a oportunidade de pisar as uvas, recriando processos tradicionais.

Quem tem vontade de embarcar numa experiência deste tipo, mas não sabe por onde começar, pode procurar pistas no site Rotas dos Vinhos de Portugal. Ali se agrega informação das 13 rotas de vinho que existem em todo o país, assinaladas nas estradas de norte a sul de Portugal Continental, dos Açores e Madeira.

São fornecidos detalhes sobre os pontos de interesse que cada região tem para oferecer, sejam locais de alojamento (enoturismo), quintas dos produtores, provas de vinho ou pontos turísticos de referência.