O seu Dia a Dia
Projectar o Futuro

Pele protegida e cuidada

Publicado em 09-10-2017

O verão terminou e, apesar das altas temperaturas que ainda se fazem sentir, a verdade é que já vivemos em plena época de outono. Nem por isso os cuidados com a pele, sempre que apanha sol, deixam de fazer sentido. Quando saímos à rua para fazer exercício físico ou passear devemos continuar a ter em conta os efeitos do sol.

A nossa principal fonte de vitamina D é também um dos principais responsáveis pelo envelhecimento da pele, por isso o truque é proteger-se dos efeitos negativos e potenciar aquilo que de melhor a luz do sol tem para nos oferecer.

Não é novidade, mas é sempre bom recordar que o horário de exposição solar conta. Quem pretende aproveitar todos os benefícios do sol, minimizando riscos, deve evitar expor-se nas horas de maior calor. Se o fizer não deve dispensar o protetor solar, renovado a cada duas horas.

A escolha do protetor solar também é importante. Quanto mais clara a pele for, mais elevado deve ser o fator de proteção e é fundamental que funcione para raios UVB e UVA. Os UVA são os responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele e potenciam o risco de cancro (ao contrário dos UVB, que penetram na pele de forma mais superficial).

A aplicação deve chegar a todas as zonas do corpo que vão ser expostas, incluindo orelhas, ou a parte de trás do pescoço, detalhes importantes para quem vai correr, por exemplo.

Rosto e corpo têm peles diferentes, pelo que a proteção também deve ser distinta. Boa parte dos cremes de rosto diários já integram protetor solar, adequado para uma pele mais fina do que a do resto do corpo e como tal mais suscetível a queimaduras, formação de manchas ou rugas, como consequência da exposição solar.

A alimentação é outro aspeto relevante na resistência da pele aos efeitos do sol. Alimentos alaranjados, como cenouras ou abóbora, ajudam a produzir melanina e a protegê-la. Brócolos, couve-de-bruxelas ou couve-flor também são aliados importantes de uma pele saudável, tal como os citrinos e o chocolate negro, protetores naturais da pele, que por ação dos antioxidantes ajudam na defesa das agressões do meio ambiente.

Outras medidas uteis no período pós-verão dizem respeito a uma abundante hidratação da pele. Depois de um período mais longo de exposição solar é importante tratar bem daquele que é o maior orgão do corpo humano.

Neste campo, um bom hidratante diário e adequado ao tipo de pele de cada um de nós deve ser o primeiro passo a dar. Importa ainda não esquecer a necessidade de renovação da própria pele pelo que, nesse sentido, um bom banho esfoliante é sempre aconselhável, com produtos adequados que permitam retirar as células mortas e dar lugar a uma pele com aspeto mais jovem e saudável.

Finalmente, se é daquelas pessoas que adora tomar banho em água muito quente então lembre-se que essa não é uma boa ideia. A temperatura demasiado elevada da água é responsável por retirar a barreira protetora da pele dando-lhe um aspeto mais seco e podendo, até mesmo, provocar algum tipo de irritação localizada.