O seu Dia a Dia
Fim do Mês

Planeie os gastos do mês com antecipação e saiba com o que contar

Publicado em 20-11-2017

Chegar ao final do mês sem dinheiro é a realidade de muitas famílias portuguesas, o que significa que perante uma despesa extra a capacidade de resposta é muito limitada e a possibilidade de entrar em incumprimento é considerável. Uma maneira simples e eficaz de evitar este caminho é planear gastos, tendo uma ideia realista de quanto se vai despender todos os meses com a antecedência necessária para ir respondendo às necessidades, sem ser apanhado de surpresa.

Fazer um orçamento familiar é um elemento central nesta estratégia. É um exercício que deve ser feito antes do início de cada mês e que, tornando-se numa rotina, vai tornar evidentes questões que antes de chegarem ao papel, ou de serem registadas numa das muitas aplicações informáticas que também permitem fazê-lo, não são tão percetíveis.

Pode, por exemplo, descobrir que está a gastar cada vez mais luz sem grande justificação, que as despesas com entretenimento e restauração ocupam uma fatia demasiado grande do orçamento familiar, ou que a conta de supermercado está muito maior desde que mudou de loja, e graças a isso fazer alguns ajustes com resultados práticos e imediatos no rendimento disponível.

Além do orçamento mensal, faz sentido registar na agenda, e criar alertas com a antecedência necessária para poder começar a preparar-se, a data de pagamento de despesas fixas pontuais, como seguros de carro, casa ou saúde, ou o pagamento do IMI (para quem é proprietário de um imóvel).

Eventos ou alturas do ano que tipicamente exijam maior esforço financeiro, como o Natal ou as férias, também devem ser planeados com antecedência. Dessa forma conseguirá repartir despesas por vários meses e evitar as compras por impulso na última hora, que geralmente saem mais caras.

No caso do Natal, pode fazer previamente uma lista de pessoas e presentes a oferecer na próxima quadra e usar a mesma lógica para a ementa. Assim conseguirá ir fazendo as compras de forma faseada, comparando ofertas e preços de modo a tomar as melhores decisões e as mais económicas. Este truque também pode ser usado para planear com tempo a próxima festa de aniversários dos miúdos, ou aquela reunião de família que uma vez por ano passa lá por casa.