Bem-vindo ao MyPopular!

Fique a par de várias dicas que o podem ajudar no dia-a-dia.

Ser Feliz

Será que tem um sono descansado?

Publicado em 07-06-2017

Enquanto dormimos, o corpo descansa e recupera energias para o dia seguinte, mas o cérebro continua em atividade. Durante esta altura consolida memórias, cataloga informação e arruma-a onde deve ser arrumada, ao mesmo tempo que se livra do que não interessa e expele toxinas resultantes da atividade cerebral.

Assim sendo, manter um sono descansado e reparador é fundamental. Os efeitos físicos de uma noite mal dormida são óbvios e pesados, mas não são a única consequência de dormir mal. E podem não ser a pior.

Os especialistas recomendam por isso que se criem rotinas de sono, o que se traduz em definir regras relativamente rígidas em relação à hora de dormir e acordar, sendo que a noite é mesmo o período do dia mais indicado para dormir.

Uma das razões para isso é o facto de ser durante a noite que a produção de melatonina pelo cérebro aumenta, uma hormona que induz o sono.

E confirma-se, mais importante do que dormir muito é dormir bem e as rotinas são a melhor estratégia para lá chegar. As horas de sono necessárias para dar tempo ao corpo e à mente para se prepararem para um novo dia dependem da idade e de cada pessoa.

Num adulto, varia entre as seis e as oito horas, mas vários especialistas admitem que há quem precise de dormir menos. Também é importante saber que dormir muito ao fim de semana, para recuperar das poucas horas de sono durante a semana, não funciona. O organismo não aceita “pagamentos com retroativos”.

Quem tem dificuldade em adormecer deve evitar a televisão e os gadgets com luz intensa antes de ir para a cama, privilegiar roupa e um ambiente confortáveis. Tomar um duche quente para chamar o sono não é uma boa estratégia.

Ao final da tarde a temperatura do corpo começa a baixar e assim continua até de madrugada. Um banho quente ao deitar está a inverter a tendência e a ativar respostas do organismo.

Lembre-se de que manter hábitos de sono saudáveis é tão importante para a saúde como comer bem, ou fazer exercício. A privação de sono pode não ser a causa direta de doenças, mas cria condições para o desenvolvimento de problemas de saúde para os quais exista maior apetência.

Fisicamente, resulta numa pele mais flácida e seca e numa perda de massa muscular, que é compensada com o aparecimento de gordura.